Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Socorro

Hinos de louvor a Sócrates podem voltar a falir Portugal.

João Pereira Coutinho 28 de Março de 2015 às 00:30
A defesa de Sócrates tem perdido todos os recursos para libertar o detido. Nenhum espanto: a única forma de libertar Sócrates era enviar para os tribunais os vários hinos que têm sido compostos sobre a sua figura. E com um papelinho singelo a acompanhar: ‘Ou libertam Sócrates, ou haverá mais disto.’ Não há nenhum juiz com verdadeiro amor à cultura portuguesa que não ponderasse seriamente acabar com estes atentados.

Até porque eles podem colocar em risco o nome de Portugal no mundo. Na Coreia do Norte, são normais estes louvores insanos ao Grande Líder. Mas numa democracia da Europa ocidental, os hinos podem estragar em poucos meses o lento regresso à respeitabilidade que nos está a custar couro e cabelo. O que não deixaria de ser irónico: depois de Sócrates ter falido o país uma vez, seriam agora os seus apoiantes a falirem-no uma segunda. Como? Afastando de susto os investidores internacionais que nos faltam.
Sócrates Coreia do Norte Europa política Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)