Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Vaz

A vitória do 'não'

A vitória do não à grega traz um caos de consequências negativas.

João Vaz 28 de Junho de 2015 às 00:30
Imagina-se mal como o povo grego possa dizer ‘sim’ no referendo anunciado pelo primeiro-ministro da Grécia sobre as propostas de resgate feitas pelas instituições credoras, a que nos habituámos a chamar ‘troika’. Alexis Tsipras apresentou a questão que, de forma vaga, pergunta de facto "se está de acordo com a austeridade que nos querem impor?" e abriu logo a campanha pelo ‘não’. Seria diferente se a pergunta fosse: "A Grécia deve continuar no euro?"

O objetivo do governo do Syriza é plebiscitário. Trata-se de obter de forma maniqueísta um reforço do poder para tratar questões políticas muito complexas, como é a dívida pública grega, calculada em 322 mil milhões de euros e equivalente a toda a riqueza criada no país durante um ano e nove meses. Com o ‘não’, o Syriza e os seus adeptos atacam o euro, a moeda única que querem ver destruída. Eu, que nos tempos de juventude – anos 60 – sentia simpatia pela insistência do general De Gaulle em referendos, vejo-me, agora, no contra. A grande diferença é que o líder francês pedia sempre um sim concreto. A vitória do não à grega traz um caos de consequências negativas.
Grécia Alexis Tsipras Syriza De Gaulle referendo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)