Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Diogo Quintela

Novo apelo à baderna

Há tempo mais do que suficiente para se organizar uma coboiada à antiga.

José Diogo Quintela 12 de Junho de 2016 às 00:30
Há dias lamentei o facto de os nossos jogadores serem muito bem comportados e não armarem as épicas barracas dos seus antecessores, que tornavam os estágios da selecção muito mais interessantes. Não esperava que a actualidade noticiosa me viesse dar razão tão depressa, mas foi o que aconteceu.

O escândalo com David De Gea é, justamente, aquilo a que me referia. Mais uma vez, ficamos na sombra dos espanhóis. É o costume. Se estivermos num restaurante e houver uma mesa muito mais animada que as outras, de certeza que são espanhóis. A mesma coisa aqui: se houver várias concentrações de jogadores de futebol e uma for muito mais badalhoca que os outras, de certeza que é a espanhola. Somos muito humildes.

Custa muito ser um pedaço mais badalhoco? Não contamos com safadeza lusa? Os jogadores estão a ficar muito calmos. (Por exemplo, soube-se que Bruno Alves preferiu ir para o Cagliari a voltar ao Porto. Se Cagliari fosse na ilha italiana onde, segundo Mourinho, o FCP se inspira, percebia-se: ia ter com o original. Mas Cagliari é na Sardenha, não é na Sicília. Bruno Alves preferiu a calma). Faltam dois dias. Tempo mais do que suficiente para se organizar uma coboiada à antiga. Alguém que ligue ao De Gea, se faz favor.
David De Gea Bruno Alves Cagliari Mourinho FCP Sardenha futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)