Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Diogo Quintela

Ora zombie na caneca

Na semana passada faleceu George Romero, o pai dos filmes de zombies.

José Diogo Quintela 25 de Julho de 2017 às 00:31
Na semana passada faleceu George Romero, o pai dos filmes de zombies.

Mas os fãs do género não ficaram órfãos muito tempo, já que o Governo português, qual Romero ressuscitado, revelou-se um estupendo criador de mortos-vivos em Pedrógão Grande: mortos para a sua família, que os enterrou, vivos para o Governo, que não os reconhece.

Pelos vistos, o focus group indicou que 64 é o máximo aceitável de óbitos.

A partir daí, a popularidade do Governo começa a cair. Já os Beatles perguntavam se ainda seriam apreciados aos 64. António Costa é um 5º Beatle. Ou 3º, tendo em conta que já morreram dois.

Ou não morreram? Depende de quem fez a lista.
José Diogo Quintela opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)