Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Diogo Quintela

Um 2018 progressista

Espero que 2018 traga ainda mais das conquistas progressistas que contribuem para o desmantelamento do heteropatriarcado.

José Diogo Quintela 26 de Dezembro de 2017 às 00:31
Espero que 2018 traga ainda mais das conquistas progressistas que contribuem para o desmantelamento do heteropatriarcado. Sugiro duas que me parecem mais urgentes.

A primeira é a criação de um movimento feminista anti-gay. Faz falta. Os homossexuais, ao recusarem ter relações com mulheres, discriminam. É o zénite da opressão patriarcal. A outra sugestão é que se faça uma crítica vigorosa aos transexuais que, no processo de transição de homem para mulher, decidem colocar seios rijos e empertigados, em vez de maminhas flácidas e pingonas. Marginaliza as mulheres que as têm assim. É fat shaming. Deviam optar por más mamas. Ou então, em prol da diversidade, por uma de cada.
questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)