Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Manuel Silva

Horas extra

Hospitais obrigados a recorrer a empresas de mão de obra médica.

José Manuel Silva 22 de Setembro de 2016 às 01:45
A suspensão do pagamento tabelado das horas extra aos médicos do SNS teve um efeito devastador nos hospitais, com a perda de milhares de horas de trabalho médico, não obstante muitos médicos continuarem a fazer horas extra pagas ao preço da hora normal. Duas consequências principais:

1 - Os hospitais foram obrigados a contratar mais médicos do que até aí necessitavam, nomeadamente os grandes hospitais, retirando médicos ao interior do país.

2 – Os hospitais foram obrigados a recorrer a empresas de mão de obra médica, com aumento da despesa para o SNS, destruição das equipas, faltas recorrentes, redução da qualidade global e perda de capacidade de atração dos médicos para o SNS.

Os médicos que saem do SNS para o privado, mas prestando serviços para o Estado, ganham mais, com menos aborrecimentos e mais vantagens fiscais. Não se entende!

Repor o pagamento justo das horas extra no próximo Orçamento do Estado permitirá resolver 90% dos problemas de recursos médicos do SNS e poupar dinheiro ao Estado, com óbvios benefícios para os Doentes. Se tal não acontecer, é possível que se assista a fortes movimentações sindicais, naturalmente com o apoio da Ordem dos Médicos.
SNS Orçamento do Estado Ordem dos Médicos saúde hospitais médicos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)