Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Rodrigues

Prendas no sapatinho

Depois de cumprir boa parte da sua mão-cheia de promessas, a "geringonça" até conseguiu brindar-nos neste Natal com um razoável conjunto de presentes, desde o cumprimento da meta do défice até ao aumento do salário mínimo, passando pela solução para os lesados do BES.

José Rodrigues 26 de Dezembro de 2016 às 00:56
Depois de cumprir boa parte da sua mão-cheia de promessas, a "geringonça" até conseguiu brindar-nos neste Natal com um razoável conjunto de presentes, desde o cumprimento da meta do défice até ao aumento do salário mínimo, passando pela solução para os lesados do BES. Até os patrões tiveram direito a um presente: a redução da Taxa Social Única. No entanto, algumas das prendas podem sair caras, não só aos contribuintes mas também ao Governo.

Por exemplo, a contrapartida oferecida aos patrões pelo aumento de 27 euros no salário mínimo significa um prejuízo de 40 milhões de euros para os depauperados cofres do Estado e ameaça desestabilizar a "geringonça", já que PCP e BE contestam que o bónus seja pago pelos contribuintes. Também a solução para os lesados do BES não deverá ser isenta de custos para "os do costume", ainda que o primeiro-ministro garanta que o risco de os contribuintes virem a pagar seja "diminuto".

Mas mesmo que esse custo não venha a ser tão diminuto como isso, há que saudar que o caso dos milhares de cidadãos que foram enganados por banqueiros sem escrúpulos tenha finalmente uma solução, embora longe do ideal. A bem da justiça.
Natal Taxa Social Única PCP BE BES
Ver comentários