Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Juan Branco

O tempo passa a voar

Persistência e silêncio são ferramentas para calar o ódio.

Juan Branco 23 de Abril de 2020 às 00:30

àmedida que o calor desaparece, as manifestações de interesse dissipam-se tranquilamente. Passo a passo, descobre-se o silêncio. Não é que tenham perdido o interesse em si. Mas como recusou dar-lhes de comer, o sistema mediático, esse animal feroz e veloz, precisa da sua presa. Nós sabemos. Quando se afasta um homem esconde-se o nascimento de um mundo novo.

Longe dos impulsos devastadores de um espaço jornalístico pronto para o devorar, um ser humano prepara o seu reaparecimento. À sua volta, há olhos maliciosos ‘ao serviço’ de entidades privadas. Existe, claro, um desejo de vingança em alguns dos seus alvos. É preciso saber lidar com isso. Com a dúvida. Vão ousar atacar? Portugal saberá protegê-lo? Silêncio, persistência, ausência de animosidade: são as melhores ferramentas para silenciar o ódio.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Julian Assange questões sociais política desporto espionagem futebol
Ver comentários