Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Agarrado à batuta

Plateia terá algodão nos ouvidos, à espera do fim da cacofonia.

Leonardo Ralha 8 de Novembro de 2015 às 00:30
Imagine-se que um maestro chegava a acordos separados com as secções de cordas, madeiras, metais, percussão e teclas da orquestra. Cada grupo teria liberdade para se sobrepor aos demais, levando o compositor a dar voltas na sepultura mesmo que ainda estivesse vivo.

O cenário de acordos separados, em que o maestro concorda no que concorda, e não concorda no que não concorda, só encontra paralelo na efémera experiência soviética de dispensar o condutor da orquestra, a bem da igualdade entre os homens.

Para aceitar acordos separados, o maestro tem de estar tão agarrado à batuta que tudo fará para a empunhar. Pode insistir que "aquilo era uma orquestra e quem o diz o contrário é tolo", como cantou José Afonso, mas a plateia terá algodão nos ouvidos, à espera do fim da cacofonia.

--------------
A animação Divertida-Mente mostra vozes contraditórias na cabeça de uma menina. Prestes a sair em DVD, tornou-se muito atual.
opinião Leonardo Ralha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)