Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

As obras inacabadas

Com sorte, alguém termina o que ficou inacabado. Mas será sempre diferente.

Leonardo Ralha 1 de Maio de 2016 às 01:45
Há uma igreja em Barcelona que serve para nos lembrarmos de que um criador nem sempre vê a obra terminada. Antoni Gaudí está sepultado na cripta da Basílica da Sagrada Família desde 1926 e só em espírito poderá assistir à conclusão de um dos edifícios mais emblemáticos do Mundo, prevista para daqui a mais de uma década.

Acontece a arquitetos, escritores, compositores e cineastas, como a todos os que deixam o mundo dos vivos sem terminarem a educação de um filho (se é que tal coisa pode ser terminada), ou seja lá o que for que tinham em mãos.

Com sorte, alguém aparece e termina o que ficou inacabado. Mas será sempre algo tão diferente quanto não existem duas pessoas iguais.

Na quinta-feira chega aos cinemas ‘Axilas’, filme que José Fonseca e Costa não pôde terminar. Coube a Paulo MilHomens rodar cenas adicionais e fazer a montagem do último filme do realizador de ‘Kilas, o Mau da Fita’ e ‘Balada da Praia dos Cães’. Louva-se-lhe a coragem. Mas também já houve quem terminasse uma obra de Mozart.
Barcelona Antoni Gaudí Basílica da Sagrada Família José Fonseca e Costa Paulo MilHomens
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)