Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Manuela Marle: Mais jovem a cada década que passa

A Rita Pereira da televisão a preto e branco resiste ao envelhecimento. E explica que nunca fez uma personagem que tivesse a sua idade.

Leonardo Ralha 18 de Outubro de 2014 às 00:30

A milésima edição da ‘Caras’ serviu de álibi para a revista entrevistar a sempiterna Manuela Marle, uma espécie de Rita Pereira dos tempos do preto e branco. Quase a celebrar o seu 60.° aniversário, a ex-atriz admitiu que "está mais velhinha". Mas não demasiado, como se pode verificar pelo seu permanente bronzeado, conhecido pelos portugueses muito antes da chegada do Multibanco, dos telemóveis, da internet e das televisões com mais do que dois canais.

"Se estou com um ar jovem, isso deve-se à minha postura de vida. De há três anos para cá aboli imensa coisa da minha alimentação e incluí coisas que nunca tinha experimentado", explicou a entrevistada, tendo a seu lado o filho que, por enquanto, ainda aparenta ser mais novo do que ela.

Tudo isto era expectável desde a estreia de ‘Vila Faia’, a primeira telenovela portuguesa, em 1982: "Habituei-me, desde miúda, a aparentar menos idade. Na época das novelas, aos 26 anos fazia de 15. Nunca fiz uma personagem que correspondesse à minha idade." É óbvio que existe uma explicação muito simples para que isto continue a acontecer, mas Manuela Marle pode ficar descansada, pois é duvidoso que alguém tenha tempo para examinar os registos de nascimentos na Transilvânia durante o século XVIII. 

Manuela Marle Rita Pereira Vila Faia Transilvânia artes cultura e entretenimento questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)