Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Raquel Strada: Natal repartido por várias casas

Mais forte do que namoros passados ou casamentos futuros, a Consoada é a noite sem fantasmas para a apresentadora.

Leonardo Ralha 27 de Dezembro de 2014 às 00:30

Natal é quando um homem quiser, mas a noite de 24 de dezembro pode requerer dotes de negociador de reféns para que tudo corra bem, mesmo em circunstâncias tão invulgares quanto as que Raquel Strada descreveu à ‘Lux’. Livre de obrigações familiares, pois os pais são testemunhas de Jeová e não festejam o Natal, a apresentadora continua a passar a Consoada com a família do ex-namorado: "Dou-me muito bem com eles. É como se fossem parte da minha família. Este ano vou estar com eles e com a família do meu noivo. Vou ter que me dividir pelas duas famílias, porque são todas pessoas muito importantes para mim." Quatro anos após o fim do namoro, estará a chegar a altura de cortar o cordão umbilical, pois o homem com quem vai casar reside no Porto, tornando a logística complicada para quem não tenha renas voadoras. "Chego a sair da SIC às sete da tarde, apanho o último comboio às oito, chego ao Porto depois das onze e apanho o primeiro comboio de regresso às 05h52. Por isso é que ando mais cansada, e ele também", lamentou-se. E que tal comprarem um pré-fabricado junto à estação de Coimbra B? 

Raquel Strada consoada natal casamentos futuros
Ver comentários