Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Uma dupla tributação

É a sentença de riqueza pela bitola bloquista.

Leonardo Ralha 16 de Setembro de 2016 às 01:46
Imagine-se que nos anos 50 apresentavam a um português duas escolhas de investimento para o dinheiro que amealhara ao longo da vida: comprar um ou mais prédios urbanos de habitação, ou empatar tudo numa casa de apostas que pagasse dez por cada escudo se em 2016, para lá da sua esperança de vida, Portugal tivesse um Governo cuja sobrevivência dependesse de dar cobertura ao combate aos diversos ódios da extrema-esquerda.

Muitos milhares de portugueses escolheram a primeira opção - até porque não havia nenhuma casa de apostas e muito menos uma que aceitasse probabilidades de tão longo prazo - e assistiram ao congelamento das rendas apesar da inflação galopante.

Décadas depois, já descapitalizados, tiveram ligeiros aumentos e puderam fazer contratos de arrendamento a valores e prazos mais favoráveis. Mas primeiro tiveram de remodelar esses imóveis.

Agora, os seus herdeiros ficam a saber que serão sujeitos a dupla tributação, pois facilmente se atinge 500 mil euros de património imobiliário sendo proprietário de dois ou três apartamentos arrendados, por poucos ou muitos euros, sujeitos a cobrança de IRS. É a sentença de riqueza pela bitola bloquista.
Portugal Governo tributação IMI impostos IRS investimento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)