Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonor Pinhão

Não sejas Xistra!

O marketing do Benfica é que está a jogar muito bem.

Leonor Pinhão 24 de Outubro de 2015 às 00:30
Qualquer equipa de futebol que se preze é obrigada a ter em função três departamentos: o defensivo, o dos médios e o atacante. Nenhum destes departamentos da equipa do Benfica mostrou estar verdadeiramente à altura do desafio disputado na última quarta-feira em Istambul. Enfim, é no que dá pretender gerir um tangencial 1-0 quando ainda faltam 88 minutos para o fim do jogo. Já contra o Vianense, para a Taça de Portugal, ia-se dando mal, muito mal, o Benfica por querer gerir outro 1-0 durante meia parte.

Ao contrário dos tais três departamentos da equipa de futebol que não foram fazer grande figura a casa do Galatasaray, houve um outro departamento do Benfica, o do marketing, que viveu uma semana de excecional criatividade e eficácia, os atributos que, precisamente, tanta falta fizeram à nossa equipa de futebol na noite turca. Já na temporada passada o mesmo departamento, o do marketing, brilhara intensamente ao transformar um vulgar insulto dos adversários na campanha triunfal de venda de cachecóis do "colinho".

Se é verdade que a triplicação de vendas nas últimas semanas do "kit Eusébio" nas lojas oficiais do clube em nada se deve a qualquer iniciativa do marketing interno da Luz, mais verdade é ainda que esta recentíssima campanha publicitária da BTV – a ribombante "Não sejas Inácio!" – em prol das assinaturas do canal de televisão do clube contra a pirataria informática, é, uma vez mais, a notável transformação de um insulto dos adversários numa campanha de marketing de tal sucesso que até mete inveja à concorrência.

Tendo em conta que amanhã há dérbi na Luz e que, a pedidos das melhores famílias da praça, o árbitro Carlos Xistra foi nomeado para tão grande e tão aguardada ocasião, talvez não fosse má ideia, do ponto de vista do marketing e da verdade desportiva, o nosso "capitão" Luisão oferecer-lhe por gentileza e precaução, e em cerimónia a realizar no centro do relvado, a famosa camisola do Eusébio com a frase "Não sejas Xistra!" gravada a branco sobre as costas.
Seja qual for o resultado do dérbi, as suas incidências e a qualidade do trabalho do árbitro, a campanha "Não sejas Xistra!" tem e terá sempre pernas para andar.

Outras histórias
Um forte apelo aos tribunais 
A meio da semana, Jorge Jesus aproveitou a conferência de lançamento do jogo com os albaneses para iniciar a sua defesa na praça pública. Isto depois de ter sido confrontado com um pedido de indemnização no valor de 14 milhões de euros no tal processo que o Benfica entregou nos tribunais. Enganou-se, portanto, quem estava à espera de o ouvir ocupar-se com o Skenderbeu a ponto de se atrapalhar com a pronúncia do nome do seu exótico adversário europeu que, convenhamos, é tarefa complicada até para especialistas.

Sendo assim, na antevisão do encontro da Liga Europa, Jorge Jesus antes se ocupou do que é importante. De Salvio e do Benfica, nomes que tão bem conhece. Reiterou, publicamente, a sua amizade com o jogador argentino, saudando o seu regresso aos treinos e desejando-lhe um rápido e completo restabelecimento. Perante esta civilidade não haverá juiz que não mande imediatamente abater uns quantos milhões de euros às reclamações do Benfica contra o seu antigo treinador.

Sobe e Desce

Sobe:
SIC - A escalar audiências
A culpa é do Benfica? Ou, antes pelo contrário, é do Benfica? Perante uma dúvida destas, o melhor é marcar os dois números.

Simão Sabrosa - Ser feliz na Índia
O nosso veterano na Índia ainda sabe como se converte um penálti. Aconteceu no seu jogo de estreia pelo NorthEast United.

Desce:
Hóquei em Patins - Modalidade em perigo
Outra vitória sonante do Benfica sobre um "Carcavelinhos" coloca agora em causa a credibilidade do hóquei em patins nacional. 
Ver comentários