Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Campos Ferreira

O problema da mentira

Volta e meia, António Costa recorre à mentira.

Luís Campos Ferreira 31 de Agosto de 2017 às 00:30
Volta e meia, António Costa recorre à mentira. Começa a ser patológico. Revela mais do que uma forma de estar na política, é uma forma de estar na vida. Sem carácter, sem dignidade.

Deve pensar que os portugueses, à custa da repetição, do marketing caceteiro e de um punhado de euros, aceitam tudo o que ele diz como uma verdade insofismável e absoluta, e que o seguem acefalamente.

Mas a cada dia que passa, só se pode acreditar menos num primeiro-ministro que não hesita em mentir, em mistificar, em esconder, em aldrabar.

Quando António Costa diz que "o anterior primeiro-ministro todos os dias critica os bombeiros" sabe que está a mentir descarada e infamemente. Sem um pingo de vergonha nem de sentido de Estado. Fá-lo sem pestanejar, convicto da sua capacidade de persuasão e de que o eco mediático acabará por fazer o resto.

O resto é criar uma cortina de fumo que impeça de ver como o governo tem sido absolutamente incapaz de lidar com o flagelo dos fogos. Costa não gosta de ser confrontado com a verdade, o que é meio caminho para se dar bem com a mentira.

O mesmo Costa que acusa a oposição de usar os incêndios como arma política. O mesmo que já antes fizera acusações mentirosas no caso dos milhões saídos para offshores. Não se trata de defender pessoas, mas princípios.

E o que está aqui em causa é a defesa da verdade e de um princípio de dignidade e de respeito que não podem ser ultrapassados numa democracia, muito menos por um primeiro-ministro.

De forma deliberada e recorrente, António Costa está a usar métodos que há muito julgávamos erradicados do exercício do poder.

Quando o primeiro-ministro de um país é incapaz de lidar com a verdade e se refugia na mentira, seja para se defender ou atacar, esse país tem um problema.

Esse problema chama-se falta de confiança. Mais cedo ou mais tarde, acaba por nos explodir nas mãos.
Luís Campos Ferreira opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)