Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Pires da Silva

Atentados de Paris

Algo semelhante se materializará no nosso solo.

Luís Pires da Silva 16 de Novembro de 2015 às 00:30
Nesta ocasião de grande dor, oro pelas vítimas dos atentados de Paris. Choro com os seus familiares.

Após o choque, veio-me à memória os jardins do Vaticano, onde a 8 de junho de 2014 se realizou a invocação pela Paz. Aí estiveram presentes, além do Papa Francisco, o presidente de Israel Shimon Peres, o presidente do estado da palestina Mah moud Abbas, diversos líderes religiosos e como que por milagre… oraram em conjunto.

A 12 de janeiro deste ano, o Papa Francisco inequivocamente apontava a falta de Paz no mundo e proferia: "O fundamentalismo religioso, ainda antes de descartar os seres humanos perpetrando horrendos massacres, rejeita o próprio Deus, relegando-O a mero pretexto ideológico."

Este ataque fez-se para nos atingir a todos. No futuro, algo semelhante se materializará no nosso solo. É com este saber, esta certeza, que temos que evitar que os terroristas consigam os seus propósitos: Tirar-nos a liberdade pelo efeito do medo, transformando-nos em escravos.
massacre Paris atentado terrorismo Estado Islâmico ISIS Vaticano papa Francisco Israel Shimon Peres religião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)