Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Pires da Silva

Debanda na ASAE

O resultado é um número cada vez maior de inspetores que procuram sair da ASAE.

Luís Pires da Silva 17 de Novembro de 2014 às 00:30

A ASAE enfrenta hoje dois grandes desafios que podem colocar em risco o futuro da instituição. Com a conjuntura atual na função pública, torna difícil contrariar a massificação de pedidos de reforma antecipada dos inspetores. Apesar das penalizações, estes preferem reformar-se o quanto antes. Levam consigo a experiência acumulada de mais de 36 anos de serviço, a cultura e o traquejo de arranjarem soluções para as situações mais difíceis. Em número, as entradas nem de perto colmatam as saídas. O segundo desafio prende-se com a existência de inspetores que não progridem há quinze anos, e de falsas promessas sobre um estatuto profissional que não vê a luz do dia.


A isto juntam-se salários baixos. O resultado é um número cada vez maior de inspetores que procuram sair da ASAE. Procuram locais onde possam arranjar um sustento digno para si e para as suas famílias. Ninguém tem o direito de criticar este direito fundamental. Contudo deve-se exigir à direção e tutela que encontrem soluções urgentes para este problema. Já não se trata de casos esporádicos. Iniciou-se a debanda na ASAE.

ASAE salários inspectores profissão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)