Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Maria Rodrigues

Da utopia à realidade

Não há forma de evitar atentados cometidos com meios artesanais.

Manuel Maria Rodrigues 11 de Abril de 2017 às 00:30
Sucedem-se atentados terroristas por todo o mundo. Os últimos a ser notícia ocorreram no Egito, originando 40  mortos e 100 feridos, em ataques bombistas suicidas a duas igrejas cristãs. Somos mais sensíveis aos atentados ocorridos na Europa, mas a dramática realidade reclama a nossa atenção: excetuando os de larga escala, 11.Set.2001 - New York e 11.Mar.2004 - Madrid, inúmeros atentados ocorreram no mesmo período, em África, Médio-Oriente, Ásia, produzindo, individualmente, mortes em escala superior. A pergunta frequente após cada atentado é: o que está a ser feito pelas forças policiais para evitar a ocorrência de novos atentados? E os especialistas desdobram-se em explicações, umas mais técnicas e assertivas, outras… enfim! Pois! Está bem! Atrevo-me a afirmar que, se o método de terrorismo na Europa persistir no recurso a meios artesanais e de uso comum, não há forma de evitar tais atentados. Sobram teorias, mas escasseiam soluções legais e democráticas. A questão é outra após cada atentado: o que está a ser feito pelos governantes para construir a Paz? Para destruir os arsenais bélicos? Para acabar com as indústrias de armamento? Dizem que é utópico, mas um dia terá de ser real.
Manuel Maria Rodrigues opinião
Ver comentários