Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Maria Rodrigues

Prendas amargas

Sem responsáveis para o que de mal acontece, a culpa será do Pai Natal?

Manuel Maria Rodrigues 26 de Dezembro de 2017 às 00:30
Olá, Pai Natal! Nutro por ti uma simpatia sem limites. Mas ele há coisas que me deixam de cara à banda. Neste pequeno país, como sabes, para tudo o que de mal acontece nunca existem responsáveis.

Se é gafe do governo, a responsabilidade é do anterior; se é asneira de altos responsáveis, tipo ministros, secretários de Estado ou diretores de instituições, é uma cabala. Se são atos vergonhosos ou ilícitos de burlões que se dizem bispos religiosos, é obra do diabo. Assim, dei comigo a pensar que todo o mal que se abateu sobre o país em 2017 só pode ser obra tua, prendas amargas que distribuíste. Mas posso estar a ser injusto. Agora temos longos meses para desembrulhar as prendas que nos deixaste no sapatinho.

Tenho a esperança de que este ano tenhas sido mais simpático. Se somos responsáveis por quem escolhemos para nos governar e dirigir, é justo que soframos as consequências. Já assim não é, relativamente, por exemplo, aos fogos que causaram tanta morte e destruição. Sei que a esta hora já deves ter regressado à Lapónia e te preparas para descansar. Mas vê se atinas! Não é só andar aí a assapar gás com o trenó e a rir de nós Ho!Ho!Ho!... Quero acreditar que a malta cá em baixo já aprendeu a lição...
Pai Natal Lapónia Estado Ho questões sociais religião economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)