Prioridade socialista

António Marinho e Pinto

Prioridade socialista

A primeira grande medida do ‘novo’ PS era destinada a satisfazer os interesses de um grupo ultraminoritário: os homossexuais.
  • 0
  • 0
Por António Marinho e Pinto|26.01.15
  • partilhe
  • 0
  • 0

A Assembleia da República rejeitou nova tentativa de legalizar a adoção de crianças por casais do mesmo sexo. Destaque desta vez para o projeto de lei do PS que previa a adoção sem restrições – não apenas a coadoção, como anteriormente. Os desejos do PS, PCP e Bloco de Esquerda foram derrotados pelo PSD e CDS.

Foi a primeira grande iniciativa legislativa da direção de António Costa e mostra como o atual PS está influenciado por pessoas do lóbi LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). Usaram o Bloco de Esquerda enquanto lhes foi útil, vindo depois a infiltrar-se no PS onde tentam obter o que o desacreditado Bloco já não lhes pode dar.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)