Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Nogueira

Abriu o ano

Ninguém esquece a patética cena do anterior ministro a pedir desculpa.

Mário Nogueira 20 de Setembro de 2016 às 01:45
Anda irritada a direita porque a colocação de professores não conheceu os atrasos e trapalhadas do seu tempo, o que não tem nada de extraordinário, pois o normal é que assim seja. Anormais foram os problemas do passado que resultaram, apenas, de incompetência técnica e da obstinação em manter as BCE.

As colocações foram sempre um drama a cada arranque e continua presente a patética cena do ministro a pedir desculpa pelos problemas causados, aceitando, em jeito de consequência política, a demissão de um diretor-geral.

Sendo certo que, este ano, as escolas abriram com menos um problema, mantiveram-se, porém, os demais. Faltam assistentes operacionais e muitos técnicos, faltam apoios para alunos com dificuldades, há excesso de alunos por turma, violação das normas de constituição de turmas com alunos com NEE e milhares de turmas do 1º ciclo com vários anos de escolaridade. Isto, entre outros problemas que o atual governo não resolveu e o anterior manteve de forma agravada.

Sim, o ano letivo abriu com problemas, porém, o mais visível, sem estar totalmente resolvido, ficou a anos-luz do que acontecia com o governo anterior. A direita queria que não se notasse, só que ninguém esquece.
educação ensino professores colocações alunos
Ver comentários