Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Nogueira

I(nc)lusão?

Em 40% dos casos são desrespeitados os normativos referentes à constituição de turmas.

Mário Nogueira 21 de Outubro de 2014 às 00:30

O ano letivo começou mal para a generalidade dos alunos, mas, de entre todos, os que mais precisam de apoio foram os mais penalizados.

O atraso na colocação de docentes significou, para os alunos com necessidades educativas especiais, não apenas a falta de professor a algumas disciplinas, mas igualmente do que os deverá apoiar. Umas vezes por não ter sido colocado, outras por ter sido desviado para a substituição dos ainda em falta. Mantêm-se os problemas que, no ano letivo passado, provocaram tantos protestos, muitos deles identificados pelo Conselho Nacional de Educação.

Recorda-se que aumentou o número de alunos com apoios de Educação Especial, mas foi reduzido o de docentes e outros técnicos, problema que se agravou este ano. Acresce que em 40% dos casos são desrespeitados os normativos referentes à constituição de turmas que integram alunos com NEE e os quadros legais que, é quase consensual, deveriam ser melhorados mantêm-se na mesma.

Inclusão não é facilitismo nem utopia. A escola inclusiva é exigente, possível e desejável. Só que, por ser democrática, encontra no atual governo um forte adversário.

inclusão ilusão ano letivo escolas Conselho Nacional Educação Educação Especial política
Ver comentários