Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Nogueira

Que autonomia?

O que falta às escolas são recursos e uma gestão democrática.

Mário Nogueira 12 de Dezembro de 2017 às 00:30
O governo quer avançar, já em janeiro, com a chamada descentralização, tudo apontando para que se inicie na Educação. O modelo proposto é de municipalização, passando para os municípios quase tudo o que mexe nas escolas, exceto, para já, os docentes.

Que sentido terá retirar às escolas o que estas fazem bem? Gerir pessoal não docente, material educativo, cantinas e refeitórios ou ser responsável pela ação social escolar… será que as escolas não sabem como fazer ou os seus problemas são outros?

Sim, são outros. O que falta às escolas são recursos (materiais, humanos e financeiros) e uma gestão democrática que promova uma ampla participação nos níveis de decisão, ao contrário do que hoje acontece.

Se os recursos são vitais, a gestão democrática não é menos e, sem resolver estes problemas, não se pode falar em autonomia. No passado sábado, o Primeiro-Ministro afirmou que a descentralização avançaria a par do reforço da autonomia das escolas.

Acontece que de pouco servirá essa autonomia se não existirem meios para concretizar decisões; como não se pode falar em autonomia enquanto as escolas forem dirigidas por membros da administração educativa, que respondem, em primeiro lugar, perante esta.
Educação Primeiro-Ministro política educação questões sociais escola autonomia câmaras
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)