Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Pereira

FC Porto esmagador, quase cruel

O Sporting viveu durante 24 horas a alegria efémera de ser líder da Liga.

Mário Pereira 12 de Dezembro de 2017 às 00:30
O Sporting viveu durante 24 horas a alegria efémera de ser líder do campeonato. O triunfo no Estádio do Bessa, frente ao Boavista, embalou a equipa para o primeiro lugar da classificação, ainda que com essa condicionante de ter de esperar pelo desempenho do FC Porto em Setúbal para aferir a consolidação da posição.

De forma firme e segura, muito mais firme e segura do que as decisões dos vídeo-árbitros, o FC Porto reagiu. Imperial, esmagador, quase cruel. Recuperou a liderança. E mostrou, uma vez mais, que está neste campeonato com uma chama bem mais viva e intensa do que aquela que se viu nos últimos quatro anos.

É o mais profícuo ataque da Liga (Aboubakar e Marega estão em grande). Tem a menos batida defesa. E no processo ainda dá para Sérgio Conceição mostrar que não há vacas sagradas dentro do plantel. Uma equipa inteira.

FC Porto e Sporting seguem então de braço dado no comando, com o Benfica à distância de uma vitória. E completamente metido na luta. Isto promete. Seria interessante termos um final de campeonato disputado à moda das corridas, com photo finish e tudo. Mas pelo sim, pelo não, já com o vídeo-árbitro devidamente afinado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)