Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

A menina do papá

A engenheira Isabel dos Santos tem mundo, competência e capacidade.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 4 de Junho de 2016 às 00:30
A engenheira Isabel dos Santos tem mundo, competência e capacidade. O pior que lhe podia acontecer foi ter aceite a nomeação para presidente do conselho de administração da petrolífera estatal Sonangol.

Este cargo contamina tudo o que conseguiu, de modo próprio, na banca, retalho alimentar ou setor elétrico. As declarações que fez ao ‘Wall Street Journal’ no passado mês de fevereiro - "Eu sempre tive o desejo de viver por mim e não com a ajuda dos meus pais"- estão agora maculadas por uma decisão paternal a que correspondeu uma obediência filial.

José Eduardo dos Santos já conquistou um lugar na história de Angola. Mas o futuro pertence às novas gerações.

O desafio que se coloca à engenheira Isabel dos Santos não é a nível económico. É um desafio que ela tem de enfrentar e abraçar a nível político e social. Aí sim, pode fazer a diferença. Mas aí os problemas são mais complicados e traiçoeiros.

As competências de gestão não são exatamente replicadas no mundo político, mas não deixam de constituir uma mais-valia, se forem corretamente orientadas. Angola não é a Sonangol é um país que precisa de mais.
Miguel alexandre ganhão chefe de redação adjunto
Isabel dos Santos José Eduardo dos Santos Angola Sonangol economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)