Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

O avaliador que passou a presidente

A gestora que fez a auditoria à SOFID acabou por ser nomeada presidente da sociedade.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 23 de Junho de 2016 às 01:45
A SOFID - Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento é daqueles organismos que hoje se pergunta para que foram criados. Mas uma vez que existe, e que tem contratados projetos no valor de 79 milhões de euros em vários países de expressão portuguesa, convém saber como é que é empregue o dinheiro.

Foi exatamente isso que o Governo fez ao encomendar uma auditoria à consultora CESO (uma empresa especializada na área da cooperação) escolhida através de concurso após um convite endereçado a cinco entidades.

A liderar a equipa de auditores da CESO estava a gestora Mariana Abrantes de Sousa. No passado dia 7 de junho, o CM questionou o Ministério dos Negócios Estrangeiros (que tutela a SOFID) sobre esse trabalho. No dia seguinte (8), a Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação respondeu confirmando a existência da "avaliação externa ao contributo da SOFID para a cooperação portuguesa para o desenvolvimento dos países parceiros".

No dia seguinte (dia 9 de junho), Mariana Abrantes de Sousa comunicou a sua indisponibilidade para continuar a liderar a equipa de auditoria, uma vez que teria sido convidada a abraçar um novo projeto em que poderiam existir conflitos de interesse.

Que projeto é esse? Nada mais nada menos do que a presidência da Comissão Executiva da SOFID! A gestora deverá ter sido entrevistada esta semana pela CRESAP para avaliar da sua competência para o novo cargo. Aguardamos ainda o desfecho final.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)