Portas dá consultoria no Parlamento

Miguel Alexandre Ganhão

Portas dá consultoria no Parlamento

Os encontros com os homens da Mota-Engil decorreram uma semana antes do congresso do MPLA.
  • 2
  • 636
Na semana passada, Paulo Portas recebeu 17 quadros da Mota-Engil nas instalações que o CDS-PP tem no Parlamento.

O ex-vice-primeiro-ministro, que fundou a sociedade Vinciamo (‘ganhamos’, em português) com a mãe, Helena Sacadura Cabral, e que foi contratado como consultor pelo grupo liderado por António Mota, teve uma semana em cheio. Foi um corrupio de engenheiros, de segunda a sexta, a entrar no Parlamento para falar com o Dr. Portas.

Como o ex-deputado já não tem gabinete na Assembleia, foram as instalações do grupo parlamentar do CDS-PP que serviram de local de encontro. Foi impossível saber se os dirigentes do PP tinham conhecimento das reuniões.

A razão de tantos encontros ficou mais clara esta semana. Portas é um dos convidados portugueses no VII Congresso ordinário do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que começou ontem, e a Mota-Engil é uma das empresas com mais negócios naquele país. Foi até constituída a Mota-Engil África, que foi cotada na bolsa de Amesterdão apenas pouco mais de um ano.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)