Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Orlando Nascimento

Justiça com todos

Devemos trabalhar para elevar a justiça a um bem social.

Orlando Nascimento 22 de Abril de 2017 às 00:30
É comum ouvir dizer que o cidadão tem uma perceção negativa da Justiça. Esta afirmação, ouvida mesmo em quadrantes distantes da realidade da Justiça, para além de se esgotar em si mesma, pois a nada conduz, estrutura-se num axioma evidente e ideal, que nos apresenta o cidadão perante a Justiça, com a mensagem subliminar de que esta o maltrata.

O cidadão nunca está sozinho perante a Justiça. Está em conflito com outros e cada um assistido pelo seu mandatário, numa conflitualidade de interesses em que se torna difícil agradar a todos. Alguns terão uma perceção positiva da justiça, mas essa opinião, porque favorável e normalmente dissociada de casos mediáticos, pode nunca chegar a ter visibilidade social.

Os Tribunais Superiores muito têm contribuído, pela sua celeridade e pela qualidade das decisões, para o equilíbrio do sistema de Justiça. Mas, mais importante do que o equilíbrio, é a sua credibilidade social.

Por isso devemos trabalhar para o seu prestígio, para elevar a Justiça a um bem social, com a sua inquestionável inserção constitucional, permitindo não apenas a celeridade no acesso a todos os cidadãos, mas a sua realização no caso concreto.
Justiça Tribunais Superiores política questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)