Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Rodrigues

Célere na resolução

Colocámos várias questões ao MAI, para as quais esperamos resposta.

Paulo Rodrigues 25 de Novembro de 2017 às 00:30
A ASPP/PSP teve ontem a primeira reunião com o ministro da Administração Interna, onde colocou questões prementes a necessitar de resolução urgente. Até porque a falta de respostas no passado levou a uma revolta interna com prejuízos claros para a missão.

O tratamento diferenciado em matéria de justiça no modelo de promoções entre categorias, especialmente entre a categoria de oficiais e as outras, desacredita qualquer instituição. Abordámos a necessidade de concluir os concursos de promoção abertos já em 2016, tendo sido assumido o compromisso de que tal sucederá até ao final do ano. E falámos da necessidade de definir para 2018 a abertura de novos concursos de promoção nos vários postos e nas categorias de chefes e agentes.

A passagem à pré-aposentação é uma preocupação que deixámos clara, para o rejuvenescimento da PSP e para a garantia de direitos adquiridos. Referimos que está a ser discutida a atribuição de subsídio de risco para os profissionais da PSP e que deveria ser apoiada pelo Governo. E mantém-se a exigência da progressão nos índices contando o tempo que esteve congelado.

Também o MAI referiu disponibilidade para discutir esta questão. Esperemos que o MAI seja célere a resolver as várias matérias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)