Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Pedro Santana Lopes

Absolutamente insólito

Convém que aqueles que estão sob mira coletiva não criem focos de perturbação.

Pedro Santana Lopes 15 de Setembro de 2017 às 00:40
Quando ia começar a escrever este texto vi a notícia de que se demitiu o comandante nacional da Proteção Civil. É uma triste ironia, mesmo muito triste, que, com tudo o que tem envolvido os referidos serviços e com todas as responsabilidades que são para apurar, se vá descobrir agora a licenciatura do dito senhor. Não sei quando é que a licenciatura foi conseguida, com muitas equivalências pelo meio, mas lá que é absolutamente insólito, lá isso é.

Com tudo o que aconteceu, com acusações ainda não provadas, de erros e de atrasos e de incapacidade no combate aos incêndios este ano, a demissão ser apresentada por uma razão destas, ainda por cima, depois de a ministra insistir na explicação do sucedido… Santa Maria Madalena!!!

Isto acontece numa semana em que o ministro da Defesa admitiu em público, e embora quase que por absurdo, que afinal as armas de Tancos podem não ter sido roubadas. Confesso que ainda não percebi bem o que lhes poderá ter acontecido, mas recordo que já o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas tinha feito uma declaração pública em que assegurou que a maioria das armas desaparecidas já estava obsoleta e não tinha, portanto, valor algum. Ou seja, primeiro foram roubadas e era muito grave, porque eram armas com potencial de destruição forte, depois já não era grave porque estavam quase fora de uso, e agora, afinal, se calhar talvez nem uma coisa nem outra. E é bom lembrar ainda que, pelo meio, foram suspensos vários comandantes de unidades, para não perturbarem o inquérito a decorrer, e pouco depois a suspensão foi levantada e voltaram aos seus postos.

Os mais altos responsáveis do país sabem e têm presente, mais do que ninguém, que estas áreas mais ligadas às funções clássicas do Estado soberano não consentem situações ou processos com potencial de degradação das respetivas instituições e do respeito que lhes é devido.

Tenho sido defensor de que as responsabilidades, mesmo as que se costumam chamar de responsabilidades políticas, só devem ser assumidas e concretizadas se a culpa estiver apurada pelos processos criados para o esclarecimento das situações ocorridas. Mas convém que aqueles que, pelas funções que exercem, estão sob a mira coletiva não criem novos focos de perturbação.

O decurso desta semana não tem ajudado nada nesse aspeto e ainda faltam duas semanas e pouco para as eleições autárquicas. Compreensivelmente, o Presidente da República e o primeiro-ministro não devem estar nada satisfeitos com essas declarações escusadas e com esses factos imprevisíveis.

Fado em Alfama e arte em Oeiras
Vários fadistas nacionais vão atuar em mais uma edição do Caixa Alfama, que se realiza hoje e amanhã naquele bairro histórico de Lisboa e que conta com a parceria da Santa Casa no âmbito da estratégia que tem vindo a desenvolver no apoio aos artistas nacionais. Além disso, a marcha da Santa Casa vai sair novamente à rua, depois do êxito que teve nas Marchas Populares de Lisboa, com um desfile pelas ruas de Alfama, entre o Centro Cultural Dr. Magalhães Lima e o Museu do Fado. A atuação será amanhã, às 19h30. Em Oeiras, e com a curadoria de Vhils e da Underdogs, está de regresso o Festival Iminente ao Jardim Municipal. Na segunda edição, que se realiza de hoje a domingo, junta-se música e arte urbana, para se mostrar o que se vai fazendo de vanguarda em Portugal e países lusófonos.  

Excelente início      
Excelente início de época do Sporting, sem dúvida, parecendo que este ano se acertou nos reforços contratados. Agora só falta ‘manter o foco’ o jogo todo. Porque lá que é estranho, é. É preciso afastar o síndrome de Guimarães da época passada: conquistar uma vantagem larga e depois deixá-la fugir. Mas este ano, vá lá que a coisa está diferente e mesmo que seja com aperto, o Sporting tem ganho. Será a tal ‘estrelinha’? 
Pedro Santana Lopes opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)