Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Raul Vaz

Trocos, doutor Costa

Assim se trocam as voltas ao povo e se vai escondendo o problema.

Raul Vaz 2 de Setembro de 2016 às 00:30
É música para os ouvidos e perfume para a geringonça: as pensões até 628 euros vão voltar a subir.

É justo para quem vive no aperto diário. E é assim que se trocam as voltas ao povo (sendo a "esmola" pequena, entre 50 cêntimos e 2,5 euros, não há quem desconfie), e se vai escondendo o verdadeiro problema: a economia não cresce para sairmos da cepa torta. Não há confiança, não há investimento, o modelo assente no consumo falhou.

Mas ainda dá para António Costa embrulhar mais um Orçamento para esquerda ver e assinar. O PCP vai contentar-se com mais uns trocos no salário mínimo. O Bloco com mais uns trocos para os mais pobres. E enquanto a música embalar, segue a festa.

A fatura vai chegar. Tarde demais, como é costume.
António Costa PCP Bloco política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)