Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2

Ricardo Ramos

Derrota ou derrota?

Os próximos dias serão cruciais para avaliar de que forma a Catalunha vai reagir à declaração ilegal de independência.

Ricardo Ramos 30 de Outubro de 2017 às 00:30
Os próximos dias serão cruciais para avaliar de que forma a Catalunha vai reagir à declaração ilegal de independência e à aplicação do Artigo 155 pelo governo de Madrid.

Os primeiros sinais são positivos, com a cedência ordeira e pacífica do comando dos Mossos d’Esquadra aos novos responsáveis designados por Madrid, evitando um possível cenário de ‘polícias contra polícias’ que poderia descambar em violência.

Resta saber se os restantes funcionários públicos vão também acatar as ordens do governo central ou resistir e manter a lealdade à Generalitat exonerada, arriscando o despedimento.

Por outro lado, os partidos independentistas terão de tomar em breve uma decisão complicada: ou aceitam participar nas eleições convocadas por Rajoy para 21 de dezembro, reconhecendo implicitamente a autoridade de Madrid, a exoneração do governo autonómico e a validade de todas as outras medidas tomadas ao abrigo do Artigo 155 – renegando, de caminho, tudo aquilo que defenderam nos últimos meses -, ou ficam de fora e arriscam-se a ver o próximo Parlamento Autonómico sob controlo total dos partidos constitucionalistas.

Qualquer que seja a decisão, será sempre uma derrota.
Ricardo Ramos opinião
Ver comentários