Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Ricardo Rio

Euros

'Brexit' não é um atleta, mas fonte de prejuízos incalculáveis.

Ricardo Rio 23 de Junho de 2016 às 01:45
A situação em si não é nada inovadora: há sempre um momento em que os Portugueses são obrigados a olhar para o futuro próximo e agarrar na calculadora para perceber os impactos futuros na sua participação no plano Europeu.

E, como em tantas outras situações análogas, Portugal pode chegar a esse momento sem depender de si, apenas na certeza de que o que lhe vai acontecer resultará do que outros fizerem.

Desta feita, porém, o principal adversário a temer não é a força de nenhuma equipa, nem o talento de nenhum adversário. E a principal ameaça até vem dos aliados de sempre…

‘Brexit’ não é nenhum atleta alto e espadaúdo como o nome até podia sugerir, mas pode ser a fonte de prejuízos (in)calculáveis para a economia nacional ao longo dos próximos anos.

Pelo impacto imediato e duradouro nas trocas comerciais e no nosso PIB, pela ameaça aos nossos cidadãos no Reino Unido, pelas consequências nos mercados financeiros, pela sentença quase inevitável de desmembramento da União Europeia.

Perdoem-me, pois, que ao escrever estas linhas, ainda me preocupe mais que haja um ‘sim’ no referendo de hoje do que um "siiiiii" do Cristiano Ronaldo no jogo de ontem…
Portugal Reino Unido União Europeia Cristiano Ronaldo política referendo Brexit
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)