Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Ricardo Tavares

Dia Nacional do Emprestado que não joga

A SAD do venerado Belenenses é dirigida por uma espécie de Avelino Ferreira Torres.

Ricardo Tavares 18 de Abril de 2015 às 00:30

FC Porto e Benfica opuseram-se, em 2012, ao fim dos empréstimos a clubes do mesmo escalão: os portistas batiam-se pela solidariedade no futebol português, em particular num contexto de dificuldades financeiras, e os benfiquistas receavam que o jogador luso fosse prejudicado por ter de ir para a II Divisão ou, até, de emigrar. O Sporting, preocupado com a transparência, juntou-se a Nacional e outros emblemas, derrotando dragões e águias. Mas perderam na secretaria – o Conselho de Justiça da Federação entendeu que tal decisão limitaria o princípio do livre acesso ao trabalho.


Quase três anos volvidos, o FC Porto está mais solidário, o Benfica não contrata estrangeiros e o acesso ao trabalho escancaradíssimo, criando-se o Dia Nacional do Emprestado Que Não Joga, que se assinala hoje no Estádio do Restelo. Quase três anos depois, o futebol é mais transparente e os expedientes acabaram – não há futebolistas que se constipam a dar autógrafos na véspera do jogo. Quase três anos passados, Luís Duque trocou o Sporting pela presidência da Liga de Clubes e a SAD do venerado Belenenses é dirigida por uma espécie de Avelino Ferreira Torres.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)