Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Hortelão

Paixão pela Educação

O caos no Liceu Alexandre Herculano não é caso isolado.

Rui Hortelão 30 de Janeiro de 2017 às 00:30
A degradação para lá do admissível do Liceu Alexandre Herculano, no Porto, tem anos. Mas só na semana passada mereceu atenções nacionais e até teve honras de discussão parlamentar. Já estamos, infelizmente, habituados a estes números de inspiração circense, mas não deixou de surpreender todos falarem sem corar de vergonha. O PSD foi responsável por adiar as obras e, sobretudo, por não mais ter retomado o assunto.

O PS já está no poder há tempo suficiente e em setembro até teve o alerta e a disponibilidade para negociar de Rui Moreira, mas fez o mesmo que o antecessor: preferiu manter o assunto atolado na burocracia do que iniciar as obras. Catarina Martins não se indignou: visitou a escola, viu que chovia nas salas mas conformou-se a escrever nas redes sociais que "a solução pode estar num protocolo por assinar entre governo e autarquia para aproveitar fundos europeus". Todos apaixonados pela Educação, portanto.

Apesar de ser um edifício classificado, com as janelas partidas, os tectos a cair e ratos a passear, como escreveu Pacheco Pereira, antigo aluno do Herculano, nada foi feito. Agora parece que vai ser. Mas só acredito quando vir. No Herculano e em todas as outras escolas que estão em situações semelhantes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)