Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Pereira

O preço da virtude

A virtude nem sempre compensa, pelo menos na vida política.

Rui Pereira 7 de Outubro de 2017 às 00:30
Ninguém compraria um automóvel a Pedro Passos Coelho. Porquê? Seria ele capaz de mentir sobre o seu estado? Nem tanto. Passos Coelho descreveria em pormenor todos os defeitos da viatura, até ao risco mais ínfimo, desencorajando o comprador mais voluntarioso. Por essa razão, é obrigado a passar a gerência do ‘stand’ a um companheiro com mais jeito para as vendas.

No entanto, ninguém poderá negar a coerência de Passos. Quando se esperava que adotasse um tom reivindicativo, persistiu, teimosamente, no discurso ‘austeritário’.

Porém, mesmo que seja tomado por Velho do Restelo, terá desempenhado uma função positiva na oposição. Portugal convalescente não precisava de reivindicações irrealistas e muito menos de convulsões sociais.

No ramo da produção dos automóveis, Jerónimo de Sousa foi castigado por ouvir (por fim!) as vozes que criticam o anacronismo dos modelos. Celebrou uma parceria com uma empresa dominante do mercado, aderindo ao seu ‘design’ e tecnologia.

Todavia, a sua clientela não ficou impressionada e, em igualdade de circunstâncias, preferiu comprar os produtos concorrentes. A injustiça é patente.

O PCP resolveu suspender o papel de partido de protesto para assumir responsabilidades governativas inéditas (ainda que indiretas). Abandonou o seu discurso habitual, que demonstra que cada novo governo é sempre pior do que o anterior. Exerceu um papel moderador na luta sindical. Resultado? Perdeu um terço das autarquias que tinha conquistado.

PSD e PCP, ambos derrotados, cada um à sua maneira, dedicar-se-ão agora a aboborar os resultados. Decerto concluirão que a virtude nem sempre compensa, pelo menos na vida política.

Mas a essa conclusão triste já chegara, há quase quinhentos anos, um dos precursores da moderna Ciência Política.

Sim, foi Nicolau Maquiavel, quando descreveu ‘O Príncipe’ com realismo.
Rui Pereira opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)