Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Tânia Laranjo

Dou dez milhões!

Se eu propuser comprar por 10 milhões de euros acham que alguém aparece como dono do terreno?

Tânia Laranjo 18 de Agosto de 2017 às 00:31
Vamos a factos: treze pessoas morreram, 49 ficaram feridas. Outro facto: uma árvore caiu em cima de um aglomerado de fiéis que esperava a passagem da procissão. Terceiro facto: havia alertas, havia até ofícios a avisar para o risco de queda de árvores durante a festa.  Um último facto: afinal, o terreno onde estava a árvore não é de ninguém.

A Câmara diz que é da Diocese, a Diocese duvida da validade dos documentos da Câmara. Foram buscar um advogado a um dos mais caros escritórios de Lisboa para explicar que quem tratava do terreno era a autarquia. Logo, são eles os responsáveis.

Para completar o cenário, o porta-voz do Governo Regional deu uma conferência de imprensa a agradecer a pronta colaboração das autoridades. Parece que correu tudo bem...

Este não é um facto, é uma pergunta. Se eu propuser comprar por 10 milhões de euros (não tenho, mas a verdade é relativa) acham que alguém aparece como dono do terreno? Outra certeza: no final, a culpa vai ser da árvore.
Câmara Diocese Diocese advogado Governo Regional política autoridades locais Madeira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)