Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Vítor Baía

Para deixar marca

Esta geração pode entrar na história do futebol português.

Vítor Baía 30 de Junho de 2016 às 00:30
A seleção nacional tem uma autoestrada à sua frente. Uma oportunidade de ouro, que não surge com muita frequência. Por isso, esta geração pode deixar marca e entrar na história do futebol português. Para isso acontecer, há uma palavra que terá de ser soletrada por todos, antes do jogo de hoje: superação.

Se cada um dos jogadores portugueses der tudo o que tem e mais aquele bocadinho de vontade que muitas vezes se vai buscar sem se saber muito bem aonde, e se tudo isto for cozinhado com espírito de grupo, estou seguro de que vamos seguir em frente.

Neste momento, Portugal está entre as oito melhores seleções deste Europeu. É preciso que haja uma perfeita noção disto. Mas é igualmente importante que tenhamos a noção exata do que nos espera.

Seria um erro tremendo, eu diria mesmo fatal, se olhássemos para esta seleção da Polónia de cima para baixo. Isso não pode acontecer. É um adversário temível, uma equipa organizada, de processos simples, muito objetiva e que defende como poucas. Não será mais fácil do que foi a Croácia. Mas eu acredito.
Portugal Polónia desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)