Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Vítor Baía

Um jogo de loucos

Equipa portuguesa soube reagir sempre que o adversário marcou.

Vítor Baía 23 de Junho de 2016 às 01:45
Foi verdadeiramente um jogo de loucos, com grande incerteza no resultado. Pelo menos até ao momento em que as duas equipas mostraram vontade de lutar pela vitória. Mas felizmente Portugal conseguiu o objetivo: avançar para a fase seguinte.

Notei alguma ansiedade na equipa nacional. Houve vários erros, especialmente na forma como acabámos por consentir os golos. Lances que só aconteceram devido a alguma passividade, o que nos ia saindo muito caro.

Era muito mau se tivéssemos ficado pelo caminho, depois de nos ter calhado em sorte este grupo. Mas vi coisas muito boas também. Desde logo, a excelente capacidade da equipa de saber reagir sempre que o adversário marcou. O que nunca é fácil. Depois, sempre que jogámos com rapidez e fomos intensos tornou-se mais fácil chegar à baliza. E isso deve ficar como referência para o que aí vem.

E o que aí vem é a Croácia. Um adversário que será muito complicado, pois está a fazer um excelente Europeu e é uma das boas surpresas da competição. Para ganhar, Portugal tem de estar bem fisicamente, mostrar robustez defensiva, fluidez no meio-campo e eficácia na frente. Ou seja, temos de ser perfeitos.
Portugal Euro 2016 futebol Croácia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)