Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
2 de Julho de 2010 às 00:30

A Holanda não ganhou esse Mundial de 1974 como não ganharia o de 1978. Duas injustiças irreparáveis, semelhantes à ‘tragédia’ que vitimou a brilhante canarinha de Telé Santana em 1982. Desde então, o Brasil eliminou duas vezes a Holanda em batalhas memoráveis: 3-2 em Dallas, nos quartos--de-final do Estados Unidos da América 1994; 4-2 nos penáltis em Marselha, meia-final do Mundial França 1998. Hoje, Bert van Marwijk quer imitar a proeza do ‘general’ Rinus, mas com um futebol semelhante ao do Brasil de Carlos Dunga: ríspido e pragmático qb. Bert e Carlos têm sido arrasados pela crítica: traidores de estilos, desmancha-prazeres. Nós, os franceses, os italianos e os ingleses só temos de estar caladinhos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)