Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

A bomba demográfica

Entre tantos défices que afundam este país, há um que tem passado despercebido e que ameaça mesmo o futuro de Portugal: o défice demográfico. Há mais de duas décadas que é notória a baixa da taxa de natalidade, mas em 2007 o número de crianças nascidas foi inferior ao número de falecidos.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 8 de Junho de 2011 às 00:30

Em 2009, bateu-se outro triste recorde, nasceram menos de 100 mil bebés. Em 2010, nasceram 101 320 crianças e morreram 105 869 pessoas. Este ritmo vai ter efeitos económicos e sociais gravíssimos. Um país cada vez mais velho, sem jovens, terá mais dificuldades em ter uma economia competitiva que gere riqueza. E não parece que a nova geração à rasca, com menos de 35 anos, sem emprego ou com trabalho precário tenha condições para desarmadilhar esta bomba demográfica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)