Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
9 de Janeiro de 2009 às 00:30

 Se é agressivo roubar, de metralhadora, uma agência bancária (incomodando os funcionários da casa obrigados a cumprir ordens nervosas dos assaltantes e incomodando os clientes, ainda mais enervados e obrigados a deitarem-se no chão com as mãos na nuca), já roubar uma caixa multibanco (visto que se trata apenas de um aparelho) com o auxílio de um tractor, ou de qualquer outra máquina de desengancho, implica um nível de maior respeito pela condição humana.

Mas o que havemos de dizer quando nos roubam os Santos das igrejas? Em Coimbra, o Presépio de Cabral Antunes foi por três vezes vandalizado durante as Festas. Primeiro, levaram o Menino Jesus. Terão sido os ricos? Depois, levaram a Caixa das Esmolas. Terão sido os pobres?

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)