Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

A crise nos radares

A crise chegou aos radares de controlo de velocidade. Os emolumentos cobrados pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT) e o trabalho que a Câmara de Lisboa tem em identificar e processar as informações para que a multa seja enviada para o domicílio correto do infrator terá levado a autarquia de António Costa a mandar desligar todos os radares da capital para poupar tempo e dinheiro.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 2 de Março de 2013 às 01:00

Para felicidade de muitos automobilistas parece que o sistema já se encontra desligado há algumas semanas, o que dá alguma folga à carteira dos amantes da velocidade, e que é capaz de garantir a António Costa mais alguns votos nas autárquicas.

Joe Berardo passeava-se na sexta-feira em Lisboa ao volante de um Ferrari branco, novo, de matrícula suíça.

O que fazia António Mexia à frente da sede do PS, no largo do Rato, no dia 28 à noite?

Parece que Joaquim Oliveira não vai facilitar a vida a Rui Pedro Soares no processo de compra do Belenenses. Uma guerra em perspetiva.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)