Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
21 de Dezembro de 2008 às 00:30

Foi uma ESTRELA que levou muita gente até ao presépio para ver a CRIANÇA tão pré-anunciada. Hoje, como naquele tempo, precisamos de ESTRELAS, de PROFETAS que nos conduzam até milhares e milhares de presépios onde vivem crianças em situação de pobreza e sem afecto para estes escândalos!

Precisamos de ESTRELAS, de PROFETAS, que anunciem acolhimento a quem quer uma casa para viver, mas, por ser pobre e ter mau aspecto, apanha sempre com a porta na cara, como aconteceu à Família de Nazaré!

Num país como Portugal, onde há muitíssimas mais casas sem gente do que gente sem casa… a ESTRELA DE BELÉM deveria inquietar muitas consciências de gente que cobre o cão e o gato de mimos, reservando-lhe quase uma suite… enquanto ao lado das suas mansões PESSOAS HUMANAS vivem na rua sem tecto nem afecto.

Ver comentários