Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
5 de Outubro de 2008 às 00:30

Quando seria de aguardar a afirmação daquilo em que tem capacidade de se afirmar, transformando a crise financeira actual na ‘hora da Europa’, a Comissão Europeia apelou a uma acção coordenada – a França (com a Holanda, a Bélgica e o Luxemburgo) teria pensado em fundos europeus para salvar bancos aflitos, mas a Irlanda tomou medidas que a Grã-Bretanha condena, a ideia francesa foi rejeitada pela Alemanha e posta em dúvida pela Grã-Bretanha.

Cada país cuida de si e todos apontam a culpa aos EUA. Da cimeira dos quatro países europeus do G8 (parece que os outros 23 da UE não contam) e dos presidentes da Comissão, do BCE e do Eurogrupo, saiu o 'mínimo entendimento comum'. Ou seja, mais do mesmo, perante o abalo global que nos atemoriza.

A UE deve enviar forças para a Somália para travar pirataria?

Sim. Para o Mundo é essencial manter a segurança dos mares, para garantir as trocas comerciais, que se fazem basicamente por mar.

Envie questões para o general Loureiro dos Santos para o e-mail internacional@correiomanha.pt

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)