Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
21 de Maio de 2011 às 00:30

Infelizmente, no meio desse trigal de salutares críticas, o joio corrosivo do sistemático e gratuito ataque às Magistraturas é semeado às claras, com o propósito de denegrir a profissão, daqueles que à Justiça dedicam o melhor de si próprios, do seu saber e do seu esforço. Não há que confundir crítica construtiva ao sistema, saudável exercício democrático de cidadania, com o ataque calunioso a pessoas, pior ainda quando se furta à identificação dos visados, com o argumento esgotado de que não se pretende referir a ninguém em concreto, tentando suavizar a acrimónia corrosiva, com o unguento pseudo-mitigador de que a generalidade dos Magistrados (rostos visíveis da Justiça) não é destinatária daquelas imputações. Lamentável, quando oriunda de quem é profissional do Foro, sobretudo se ocupa posições destacadas no âmbito da orgânica da sua profissão. É tempo de nos deixarmos de afirmações ofensivas, soezes e inúteis, por forma a devolver à Justiça portuguesa o prestígio e dignidade, indispensáveis à realização da finalidade precípua da sua existência, que é a da garantia dos direitos e liberdades dos cidadãos e instituições.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)