Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
27 de Novembro de 2006 às 00:00
À procura do descanso, apenas, ou também de uma introspecção que nos ajude a sinalizar um caminho. Há uma altura da vida em que todos nós, jornalistas, nos julgamos capazes de fazer muitas mais coisas na vida, em que juramos desistir da profissão de malucos em que nos metemos, normalmente ainda muito jovens, trocando-a por algo que permita uma vida normal. Procuramos o céu sem limites.
O meu querido amigo César Oliveira morreu numa avioneta à procura da longínqua Patagónia. O César juntava as suas qualidades de jornalista à sua natural bondade e a um grande despojamento. Se há algum jornalista que eu imagino que esteja no céu és tu. Tranquilamente, como sempre quiseste as coisas quando se travava de jornalismo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)