Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
18 de Janeiro de 2011 às 00:30

Um jogo em que os pacenses fizeram uma bela exibição, mas que não deixou de ficar marcado por uma arbitragem lastimável de um senhor Catita, ao que dizem polícia de profissão, que, pelo visto, aos fins-de--semana gosta de sentir a sensação de estar do ‘outro lado’.

Futebolisticamente falando, para FC Porto e Benfica, a 1ª jornada da segunda volta da Superliga fica marcada pela regra dos oito pontos. Com as vitórias de dragões e encarnados, os primeiros continuam com um ‘airbag’ de oito pontos em relação aos segundos. Estes, pelo seu lado, alargaram para os mesmos oito pontos a vantagem em relação ao Sporting, que manteve o 3º lugar. Apesar de muitos anunciarem a iminente queda dos dragões, estes continuam a manter uma distância confortável na liderança. Curiosidade estatística desta ronda é a não existência de empates e o facto de se terem registado mais triunfos dos visitantes (cinco) do que dos visitados (três). No duplo duelo entre minhotos e algarvios, os primeiros levaram vantagem. O V. Guimarães regressou aos triunfos no campeonato, frente ao Olhanense, enquanto o Sp. Braga se estreou a ganhar fora neste campeonato, derrotando o Portimonense. Destaque também para os triunfos do Beira-Mar (bela carreira!) em Leiria, onde a União parece perder força, e do Marítimo em Setúbal, ambas por números rotundos. Nota positiva merece também o Nacional, que volta a ocupar lugares europeus. Para a semana há mais, sem jogos ao domingo, que nesse dia vai-se escolher Presidente. Não é esse, é o outro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)