Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9 de Dezembro de 2008 às 00:30

Por exemplo, no jogo Belenenses-Nacional, que toda a gente viu na TV, um tal Rui Costa transformou um empate (de 3-3) em triunfo (de 4-2), anulando um golo limpo, a um lado, e validando outro precedido de falta para o outro.

Simples e eficaz. Novidade foi que os lesados vieram com uma revelação: eles, os de Belém, estão a ser vítimas de uma feroz guerra pessoal entre um dos seus dirigentes, ex-árbitro, e o presidente dos árbitros. Pondo nomes aos ‘santos’, Jorge Coroadoe Vítor Pereira. Que ficou calado. Mas Coroado confirma: sim, é vingança contra ele! Acudam!

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)