Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
9 de Abril de 2007 às 00:00
Têm algo em comum: a ignorância é doce, fácil de digerir e vicia. Se dos mestres não se pode dizer que são belos bombons, muitos consideram as alunas belas bombocas.
Mas este espaço de divertimento não passa disso mesmo, como vimos mais uma vez esta semana. Faz mal como todos os bombons comidos em demasia. Quando se digere a ignorância em excesso podemos ficar doentes. E não é de inteligência em demasia.
‘A Bela e o Mestre’ é um exemplo de inocente ignorância. Não quer ser mais do que isso mas não é e será absolvido por isso. Mas é um bombom, e o consumo em demasia torna--nos dependentes da ignorância. Obesos e viciados. Mais pobres.
Ver comentários